Core Web Vitals – O que é e como isso melhora seu posicionamento

Quem oferece conteúdos de propaganda e informativos, otimiza suas estratégias para obter um melhor posicionamento, correto? Mas você sabe como o Google ranqueia os bons conteúdos?
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
fundo-google

O Google, buscador mais utilizado no mundo, visa sempre a melhor experiência de seus usuários (tanto que essa é a missão da empresa) e, para assegurar que as informações encontradas sejam realmente úteis para quem as busca, a plataforma utiliza algumas métricas, que analisam diversos pontos que determinam a relevância de um conteúdo.

Essas métricas, atualmente, são o Core Web Vitals. Por meio dele são analisadas a velocidade e estabilidade com que uma página responde ao usuário que, atualmente, desiste da busca logo no primeiro obstáculo.

Para manter o bom posicionamento no Google e ser encontrado quando alguém buscar por sua solução, é necessário que seu site se adeque às exigências feitas pelas métricas do Core Web Vitals.

Quer saber mais sobre o que é e como melhorar seu posicionamento por meio do Core Web Vitals? Então continue conosco e saiba tudo sobre o assunto!

O que é Core Web Vitals

Core Web Vitals é um conjunto de métricas desenvolvidas pelo Google para mensurar a experiência dos usuários nos sites.

As três métricas utilizadas são LCP (Largest Contentful Paint), FIP (First Input Delay) e CLS (Cumulative Layout Shift), cujas funções são avaliar, respectivamente, a velocidade, interatividade e estabilidade visual.

Para mensurar a experiência do usuário por meio dessas métricas, o Google divide os dados em dois grupos, sendo eles o Field Data, que analisa os dados reais de experiência dos usuários e os utiliza para classificar o site e o Lab Test Data, que reproduz dados em um ambiente de teste, gerando métricas aproximadas da experiência do usuário.

Podemos dizer que o objetivo do Core Web Vitals é melhorar a experiência do usuário, aumentar a segurança e trazer mais resultados orgânicos para as buscas.

Implementação do Core Web Vitals

A iniciativa Core Web Vitals foi anunciada em maio de 2020, ainda no começo da pandemia. As mudanças só passaram a ser implementadas em junho de 2021, para que os sites tivessem tempo de se atualizar e fazer as alterações necessárias.

Segundo o próprio Google, os sites que seguem as recomendações do Core Web Vitals têm 24% a menos de chances do usuário abandonar sua página, afinal, com um carregamento mais rápido e maior estabilidade, garantem uma navegação muito mais tranquila para o visitante.

Algumas das exigências do buscador são que todos os sites sejam em HTTPS (diferente do HTTP, o HTTPS conta com uma camada de criptografia), estejam adequados à LGPD, tenham compatibilidade com dispositivos móveis, dentre outras. Exigências como essas já eram feitas, mas agora, com o Core Web Vitals, é preciso se atentar um pouco mais a elas.

Como melhorar seu posicionamento

A iniciativa Core Web Vitals é uma tentativa do Google de oferecer recomendações sobre a experiência do usuário de uma forma simples e organizada, usando as três métricas que falamos no início, LCP, FIP e CLS.

Para melhorar seu posicionamento no buscador, é importante otimizar todos os três pontos relevantes (velocidade, interatividade e estabilidade), não mantendo o foco apenas em um deles. Entender melhor cada uma dessas métricas nos ajuda a saber como essa atualização nos algoritmos melhora o posicionamento de um site. Veja só:

LCP

O Largest Contentful Paint mede o desempenho de carregamento do principal elemento de uma página. Para que a experiência do usuário seja considerada satisfatória, é recomendado que este carregamento ocorra dentro de até 2,5 segundos a partir do início do carregamento da página.

FID

First Input Delay é a métrica sobre a interatividade, medindo o tempo desde a primeira interação do visitante até o momento da resposta dada pelo site. Sua página deve ter um FID inferior a 100 milissegundos para oferecer uma experiência satisfatória.

CLS

Por fim, o Cumulative Layout Shift, é a métrica referente à estabilidade visual do site, mensurando o quanto o layout da página muda inesperadamente. Um CLS baixo (abaixo dos 0,1, de preferência) torna a experiência do visitante mais agradável e segura.

 

Por meio de algumas ferramentas disponibilizadas pelo próprio Google, é possível analisar os dados e números do seu site e, por meio desses números, é possível desenvolver um plano de melhorias e otimizar todos os pontos que estão deixando seu ranqueamento baixo.

Portanto, para melhorar seu posicionamento nas buscas do Google, é preciso investir em melhorias no carregamento, interatividade e estabilidade visual do seu site, estando dentro das exigências e recomendações da iniciativa Web Vitals.

Gostou deste conteúdo? Tirou todas as suas dúvidas? Fique ligado e confira também nossos outros artigos sobre tecnologia que podem ser úteis para o seu negócio. Obrigado e até a próxima!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Aproveite e veja também

Aumente as vendas da sua empresa por meio da internet

Construímos sites de alta performance para alavancar empresas no meio digital