Entenda o que é Turnover, suas consequências e como reduzí-lo

Por mais que em certa quantidade, o turnover possa ser benéfico para a empresa, uma taxa muito elevada de rotatividade de pessoal pode trazer várias consequências para seu negócio.
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
rotatividade-turnover

O turnover, ou rotatividade de pessoal, é uma métrica de grande relevância no ambiente corporativo, em especial na área e setores de RH.

Uma taxa elevada de saídas e substituições de colaboradores traz consequências para a empresa, tais como a falta de confiança do público, gasto excessivo com contratações, entre outros.

Neste artigo, você descobrirá o que, de fato, é o turnover, que consequências ele traz para o seu negócio e como solucionar esse problema. Vamos lá?

O que é Turnover

A grosso modo, podemos dizer simplesmente que o Turnover nada mais é que a rotatividade de pessoal, ou seja, a taxa de entradas e saídas de colaboradores da sua empresa.

Entretanto, há algumas diferenças nas causas dessa rotatividade que não podemos deixar de mencionar. Por exemplo, pode haver o desligamento por morte, lesão, conflitos internos, falta de plano de carreira, dentre outros motivos, nem sempre passíveis de solução.

Podemos citar, então, dois tipos de turnover: o voluntário e o involuntário. O voluntário se refere ao colaborador que decide se afastar da empresa e o involuntário ocorre quando a organização decide desligar um funcionário.

Vale dizer também que, em certa quantidade, o turnover não é de todo ruim para a organização. Isso porque, para manter a competitividade, alcançar os objetivos traçados e se destacar no mercado, a empresa deve contar sempre com os melhores talentos. Neste caso, a demissão de um funcionário com resultados medianos, seguida da contratação de um com alta performance, traz mais benefícios do que consequências ruins para a empresa.

Porém, nosso foco é o turnover ruim, aquele que prejudica sua imagem, acarreta em gastos excessivos, perda de produtividade e que pode ser evitado com algumas ações da equipe gestora.

Consequências para a empresa

Como foi dito no tópico acima, o turnover alto traz diversas consequências para a empresa. Confira agora 4 delas:

1. Despesas com recrutamento

Quando sua empresa perde um ou mais profissionais, ainda mais aqueles altamente capacitados, é preciso investir em anúncios pagos, artes e textos convincentes e direcionar esses conteúdos nas plataformas mais adequadas para atrair novos talentos tão bons quanto os que saíram da organização.

2. Despesas com exames admissionais

Com sorte as estratégias do parágrafo anterior trouxeram resultado e sua empresa encontrou profissionais adequados para o cargo. Agora precisa arcar com os custos dos exames admissionais, que podem variar de uma simples análise geral, até exames de laboratório específicos e caros, a depender das funções do cargo.

3. Queda na produtividade

Outro contratempo trazido pela rotatividade de pessoal é a queda na produtividade (seguida da queda de receita), que pode levar um bom tempo até se restabelecer. A produtividade cairá quando o colaborador perceber que talvez sua empresa não seja adequada para ele, ou quando ele estiver em aviso prévio e, possivelmente só voltará a aumentar quando o funcionário que o substituir passar da experiência e estiver atuando plenamente no cargo.

4. A imagem da empresa é afetada

Se sua empresa perde pessoal com frequência, sempre tem vagas em aberto e não consegue reter os talentos que têm, sua imagem certamente será afetada, fazendo com que o público tenha uma certa relutância em adquirir seus produtos ou serviços e profissionais capacitados não se candidatem às vagas.

Como evitar o Turnover

Entendemos o que é o turnover e que impactos ele causa em sua empresa. Que tal agora saber como evitar esses impactos e o próprio turnover?

Faça contratações mais assertivas

Durante o processo de recrutamento e seleção, deixe claro quais são os valores da sua empresa, qual sua cultura organizacional, que características buscam em um profissional, além das qualidades técnicas.

Deve-se oferecer estímulos para que apenas os profissionais adequados enviem seus currículos, somente aqueles realmente aptos para a vaga. Além disso, testes comportamentais também podem ajudar nas entrevistas.

Ofereça benefícios e estímulos

Já dissemos aqui no blog em alguns artigos, que manter um time engajado e motivado não é uma tarefa simples. Mas, se você deseja reter seus talentos e reduzir suas taxas de rotatividade, é preciso esforço para motivar a equipe.

Bônus por bom desempenho, um dia de dinâmicas na empresa, felicitações no aniversário ou quando o colaborador tem um filho, por exemplo, são pequenas ações que já fazem muita diferença e deixam sua equipe mais tranquila e disposta a exercer suas funções com excelência.

Proporcione um ambiente agradável

O mundo já está bem caótico e, para evitar perder bons profissionais, sua empresa não deve ser mais um ambiente de discórdia e exaustão, concorda?

Mais uma vez, as ações simples da gestão podem tornar o ambiente de trabalho mais agradável para o profissional, fazendo com que ele se sinta motivado a continuar nesta empresa.

Sexta-feira no dress code, 15 minutos de ginástica antes ou depois do expediente, sala de jogos, horários mais flexíveis e ambientes lúdicos, acalmam os ânimos e deixam a equipe muito mais produtiva e engajada. Não hesite em investir no bem-estar de seus funcionários.

 

E então, entendeu o que é o turnover e a importância de diminuí-lo? Reter talentos traz benefícios que vão além da economia – ser uma empresa boa de se trabalhar atrai novos clientes, novos bons profissionais, aumenta sua receita e melhora a reputação do negócio.

Invista no pessoal que você já tem, dê a eles um ambiente agradável para se trabalhar, com bons colegas e uma cultura que os motive a serem profissionais melhores

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Aproveite e veja também

Aumente as vendas da sua empresa por meio da internet

Construímos sites de alta performance para alavancar empresas no meio digital